sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Para discutirmos...

Olá pessoal,

     Mais uma vez um assunto polêmico. Claro que como sempre, todas as opiniões serão respeitadas. Esse espaço serve para que possamos manifestar nossas opiniões, possamos trocar idéias.

    Li essa reportagem há um tempo atrás e fiquei com isso na cabeça (http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI17599-15152,00.html). Ontem li uma nova reportagem na crescer onde um menino gosta de usar roupas de meninas e os pais apóiam. Não estou achando o link agora. Ele gosta de se vestir de bailarina. Sua mãe diz que ele acha as roupas mais confortáveis. Diante de tudo isso resolvi colocar aqui para podermos discutir esse assunto.

   Eu particularmente não apoiaria filho meu a usar roupas que não fossem de acordo com o seu sexo. E não estou falando de rosa e azul. Isso é bobagem. Estou falando de deixar meu filho usar roupas de menina e sair assim na rua. E nem estou aqui falando de opção sexual, isso é outra questao polêmica. Mas se deixo meu filho ir vestido assim para a escola, ele vai sofrer com isso. Os amiguinhos vão caçoar dele. Não tem como. As outras crianças não vão entender isso (nem eu entenderia). Ele seria motivo de olhares esquisitos. Estou citando esses pontos apenas porque são pontos simples. Se for apurar a fundo a questão a coisa é mais embaixo. É minha opinião!

   E vocês, o que acham disso? Apoiariam?

  

10 comentários:

Hope Bhz disse...

Oi meninas!!! Eu concordo com vcs, e não apoiaria também. Meu filho,de 3 anos, as vezes coloca meus sapatos... dentro de casa para brincar. Confesso que isso me incomoda um pouco, mas sei que é uma curiosidade dele, e por isso, sento com ele e converso, dizendo que esse é um acessório de "mulher", e pergunto se o 'papai dele' usa isso, os tios, tento, aos poucos, mostrar que as referências masculinas não usam esse tipo de coisa (coisa de mulher). Não sei se estou certa, mas acho que temos de explicar, sem sermos agressivas, e sem proibir também. Acho que a partir do momento em que taxamos algo (tipo: você não pode usar isso ou aquilo!) e não explicamos o motivo, criamos uma curiosidade ainda maior na criança e isso pode ser prejudicial, na minha opinião.

Adorei o tema, acho que é um assuto polêmico e deve ser discutido!.
Um bjos a todas,

Georgia Baçvaroff
BH

Mah disse...

Não apoiaria também. Acho que Deus criou o Homem e a Mulher, e assim a vida segue o curso naturalmente. Bjks e obrigada por compartilhar conosco esses posts tão enriquecedores p/ nós mães "mothernas" ;)

Agnes, Mãe do Pedro Henrique disse...

Isso é beeem complicado, as vezes a criança nem intende o que ta fazendo, mais os pais não devem apoiar isso, eu confesso que não apoiaria e nem apoio, acho errado, tenho um menino tbm.
Algumas crianças gostam de coisas do outro sexo por que são insentivados, tipo, eu cresci com 3 irmãos homens e só eu de menina, eu gostava de jogar bola, brincar de carrinho, mais minha mãe sempre me insentivou me dando bonecas de presente.
E tenho um casal de amigos com esse problema, com duas meninas e apenas um menino mais novo, e ele não gosta das rouopas dele, gosta de usar saia, roupa da lilica, brincar de boneca, e para eles é dificil mudar isso, chamar a atenbçaõ, eles preferem deixar a criança usar o que querem em casa e qndo eles saem para algum lugar colocam roupa de menino nele e ficam chemando a atenção dele na frente das pessoas ´por que o menino só quer saber de boneca... Acho isso errado e fituramente pode frejudicar... tbm pode ser apenas fase né? é o que eles falam, que ele é pequeno e que é fase esimpliesmente não ligam.

NERVOSÍSSIMA! disse...

É bem complicado isso mesmo... se a criança nao tem apoio dos pais , se não encontra nos pais confiança suficiente para poder ser ela mesma com certeza crescerá com esse bloqueio e certamente nunca confiará nos pais para poder contar como amigos em momentos de dúvidas, medos, aflições etc.

Por outro lado acredito que uma criança tão pequena ainda não tenha noção do que é sexualidade.

Dizer que "nasceu com o sexo errado" é balela.

Curiosidade por experimentar acessórios, sapatos, vestimentas de AMBOS OS SEXOS todas as crianças tem.

Meu filho tem 4 anos, ele me vê todos os dias usando maquiagem e sentia curiosidade para passar. Expliquei que isso é coisa de menina, assim como meus sapatos, minhas roupas, acessórios etc. Depois das explicações (não foi apenas uma vez) ele mesmo já fala que não pode usar isso ou aquilo e morre de rir se eu brinco que vou colocar alguma coisa nele porque ele mesmo diz que isso é coisa de menina e ele tem piu piu (é menino) rsrsrs

Assim como muitas meninas tem curiosidade por usar roupas e fazer coisas "de homens".

Quando eu era criança eu sofri muito preconceito da minha mãe.

Ela jogava constantemente na minha cara que ela queria ter uma menina feminina, arrumadinha, delicada... e eu andava direto com meu pai, que me vestia de qualquer jeito e eu tinha apenas dois irmaos homens entao eu queria brincar com eles das brincadeiras de "homem"... era uma cobrança HORRIVEL da minha mãe para eu ser mais feminina. Isso ocorreu por anos e anos desde os meus 5 anos....

O que acontecia era que a figura paterna era muito mais presente e influenciavel na minha vida.Também eu queria brincar com meus irmaos e seus amiguinhos (meninos) então eu acabava me machucando algumas vezes e até apanhava da minha mãe pq eu ficaria com as pernas marcadas....

Uma bobagem bem grande pq naquela época eu só queria ser criança. E isso nao influenciou em nada minha opção sexual.

Tenho na educação dos meus pais aquilo que NÃO quero fazer com meus filhos.Vergonhoso dizer isso mas é verdade! Eles mudaram muito nesses anos todos e os amo, mas as marcas daquilo que ficou não se apagam... e isso também é fator formador de personalidade.

Fiquei super feminina apenas quando comecei a me interessar pelo assunto "namoradinhos" e isso começou apenas depois dos meus 16 anos.

Não posso culpar compeltamente minha mae, mas sei que por conta desses tipos de tratamento, mesmo após eu ter ficado adulta e todos dizerem q sou bonita eu sempre me achei feia... uma frase que nao me sai da cabeça é "Eu queria ter uma menina bonita, era meu sonho, mas voce fica toda horrorosa, parece um menino, come igual uma máquina, anda mulambenta parecendo o Judas!"


Como falei acima, sexualidade não se desenvolve tão precocemente, ainda que nos dias de hoje as coisas estejam "MOTHERNAS" demais. Criança é criança. Curiosa por natureza... quer experimentar tudo para conhecer e sua personalidade será formada pouco a pouco com o auxilio dos educadores e do mundo em que viver.

Proibir, censurar, fazer duras comparações não é o caminho.

Assim como apoiar um comportamento incompativel com aquilo que seria o adequado também nao o é.

Eu jamais apoiaria tal comportamento. ASsim como também jamais trataria do assunto como um tabu ou algo extremamente terrível.

Seeeeeeeeeee futuramente nossos filhos resolverem que querem ser gays, o que poderemos fazer???

O caminho daquilo que é comum e correto nós ensinamos, mas a vida é um constante livre arbitrio.

Gabyzinha disse...

Essa é uma questão super complicada e polêmica!
Eu lógicamente não apoiaria meu filho a usar coisas femininas, temos sempre que conversar e mostrar para a criança o que é do homem e o que é da mulher! Crianças tem curiosidades, cabe a nós pais explicar e mostrar o caminho certo, psicólogos afirmam que isso é normal em crianças.
Enfim, eu não apoiaria meu filho a usar roupas minhas, e nem a brincar de bonecas!
Bjos

Déia. disse...

Nunca!!! E isso não ter nada a ver com preconceito.
É algo, como a Fran disse, de você fazer com que seu filho passe por alguma humilhação. O chamado bullying.
Claro que essa curiosidade pelo sexo oposto existe sim, mas cabe aos pais educar e mostrar ao seu filho o que foi feito para meninos e meninas. Matheus cansa de usar meus sapatos como usa do pai também, mas quando vem com os meus tambem informo que aquele tipo de sapato é de menina e não de menino e logo ele tira.
Cara, uma vez ouvi dizer que a geração de nossos filhos é a geração dos emos... aqueles que gostam das 2 coisas e achei aquilo um absurdo! Eles já incentivam as crianças a gostarem dos 2. Eu, particularmente, não concordo e não acho legal.

Bianca disse...

Eu não ia gostar nem um pouco se a ju gostasse de se vestir cmo menino... Até porque sempre sonhei com uma bonequinha pra encher de lacinhos, rosinhas e etc.

Não apoiaria, não. E tenho certeza que o carlos também não. Somos contra.

Na novela Malhação (que, às vezes, eu vejo pq é hora da mamada da Ju e ela TEM QUE VER TV ENQUANTO MAMA E TEM QUE SER ALGUÉM FALANDO DIRETAMENTE PRA ELA0, tem uma menina que se veste como homem mesmo não sendo lésbica. Todos acham que ela são.... Não há como não pensar nisso.

Enfim....

Beijos

Amanda disse...

Eu não apóio o Arthur (meu filho de quase 3 anos) a usar coisas de menina. A curiosidade é normal sim em crianças mas cabe a nós pais explicarmos o que é de menino e o que é de menina. Mesmo que isto não esteja ligado à sexualidade das crianças, eu acho que cada criança tem que usar coisas apropriadas para o seu sexo. Não tem nada mais lindo que menina de vestidinho e lacinho, igual mocinha... e menino de bermudão e boné, igual um rapazinho. Não tem nada a ver misturar as coisas!!! Já aconteceu sim do Arthur querer usar alguma coisa minha, mas eu explico logo "não pode porque é coisa de menina, você usa as coisas iguais as do papai, de menino". Sei que a opção sexual é lá na frente, mas que seja feita a vontade de Deus, de criar o homem que deixará a sua casa para juntar-se à sua mulher. É nisso que eu acredito e quero para o meu filho!!!

Helena Garcia disse...

Oi, ROberta !!

Vim te conhecer e agradecer a visitinha carinhosa lçá no blog!
Já estou te seguindo e vou linkar seu blog lá no meu,tá?
Se puder linkar o meu aqui ficarei feliz!!
Que bom que vcs gostaram do Mania de Cupcake aparecer lá no blog!
Depois que vcs usarem a bandejinha me mostra que eu posto novamente,tá?


Um beijão, amiga
Fica com Deus !
Helena
http://diaadiacorridinho.blogspot.com

:) disse...

Olá, meu sobrinho também estpa com mania de colocar sapatos de mulher quando vê um dando "soupa" pela sala, rs. Eu acredito que seja coisa de criança tb, mas que deve ser mostrado o que ele pode e o que não pode, ele nao tem nem dois anos, apesar de ja ter uma inteligência admirável.