segunda-feira, 22 de março de 2010

Conversa sobre a viagem

Bom dia, meninas!

Fim de semana agitado!
Fomos pro aniversário de um primo da minha mãe no Sábado. Sábado a noite rolou uma febre estranha. Do nada....enfim...como eu não tinha levado o remedinho e minha prima só tinha supositório, o jeito foi esse mesmo. Ela odiou, mas a febre logo cedeu...e não voltou mais...
No Domingo voltamos de lá e fomos pro niver do Tio Moska. Maria Clara fez a festa com a Juju e a Bia. Brincaram muito.

Ontem a noite, quando estávamos já deitadas, comecei a conversar com ela, dizendo que ia trabalhar lá longe que ela ia ficar com papai, mas que eu ia trazer presente e tal. E ela só no "Tá bom..pesente? Tá bom...." Escolheu um brinquedo ao invés de roupa, e tava tudo bem até que eu disse que mamãe ia pra Brasília. Aí, ela ligou as coisas..já que na outra semana o Dê falou que eu estava em Brasília. Começou a falar: "Não...." e choramingava, e me abraçava...e daí virou pro lado do pai dela e não quis mais que ninguém colocasse a mão nela...ficou magoada.

Ai gente, é chato, mas o que eu posso fazer? Dizer que não quero mais viajar? Por mim não ia mesmo, mas são ossos do ofício. Dessa vez estou indo com o coração apertado!!!!

Bjs.

3 comentários:

Ana Cristina disse...

Roberta, quando a Clara tinha 1 ano e meio tive que ir à Itália por 35 dias. Deixei-a com o pai, expliquei o motivo e parti. Ela ficou super bem! Acho que tudo depende do modo como vc apresenta a situação. Se for de um modo "sem dramas", ela receberá a notícia naturalmente.
Boa sorte e coragem, amiga!
Ana Cristina

Francine Figueiredo disse...

Amiga, concordo com a Ana Cristina também, mas se você conseguir aí na sua empresa não viajar, lembrando que você é funcionária pública, seria melhor pra todos né? mas isso depende de como ficaria aí para vc.
bjs e vá com Deus, tudo correrá bem

Vanessa disse...

Ai amiga que dó deve dar no coração.
Mas acho que é necessário inclusive para o crescimento dela. O melhor é ela saber que vc volta.

Bjs e fique com Deus.