quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Novidades na Escola

Meninas,
hoje fiquei arrasada.
A Camille fez uma adaptação ótima na escola, mas na última semana toda vez que a gente chegava na porta da escola ela ficava me pedindo colo e quando chegava na sala abria um berreiro, logo passava e ela se distraia, mas sempre era assim.
Hoje quando chegamos na escola (Alexandre sempre está comigo), eu falei para ele pegar ela e levar, para ver se ela ia tranquilo sem colo, sabem o que ela fez?
Segurou na mão dele, pegou a mochila na outra mão e sai carregando até a porta da sala. Entrou e começou a brincar com o amigo que já estava lá, sem uma lágrima no rosto.
Fiquei arrasada, dizem que mãe estraga tudo né ? Como é com vcs essa sensação de culpa, de que tudo de errado que eles fazem é quando a gente está por perto? Vcs já vivem isso ?

8 comentários:

Déia. disse...

Vanessa, hoje aconteceu comigo. Matheus sempre vai pra creche com o pai e é sempre tranquilo. Dai hoje quando o levei ele ja no meio do caminho ia dizendo... Tia Paula não! Tia Paula não!! Quando chegou na porta da creche me abracou tao forte e dizia Teteu quer ficar com mamãe... E chorou tanto!!!
Nossa, quase chorei junto, mas fui forte e o levei ate la dentro e disse que prometia que voltaria pra buscá-lo...
ele meio que ficou choroso e disse: ta bom mamãe. Quando a tia fechou o portão so ouvi o chorinho dele...
Ai gente que dor no coração. Não vejo a hora de ir embora e pega-lo e abraçá-lo muito.

Fran disse...

Vivo isso todos os dias!!! rsrsrsrs...

No recesso de final de ano na creche, Gabriel ficou com minha mãe. Procurei ir sempre lá, apesar da distância. Um dia cheguei e ele correu pros CDs e comçou a tirá-los do lugar. Reclamei com ele e mostrei pra minha mãe. Ela disse: É só com vc que ele faz isso. Ele esteve aqui todo esse tempo e nunca mexeu nesses CDs.

Outro dia ele foi na fono com minha mãe. Cheguei lá e ele começou a correr de um lado pro outro e a espalhar os brinquedos. A fono disse: Nossa! Ele estava tão quietinho até agora!

Ele começou a me dar tapas. Perguntei na creche se ele fazia isso lá. A reposta? Não! Era só comigo.

Agora deu pra fazer birra e não querer as coisas. Com os outros ele diz "não". Comigo, ele emburra a cara e diz umas 3x "NÃO", bem alto.

Só comigo que ele faz essas coisas. Nem com o pai, ele faz!

Francine Figueiredo disse...

Impressionante, pq eles fazem isso conosco?

Sofia agora deu pra não querer comer comigo, ou seja, todo final de semana é um sacrifício, já que durante a semana quem cuida dela é minha mãe e nos fds normalmente estamos fora...

Já na natação é ao contrário, fiquei 2 semanas fora por trabalho e ela teve de ir com a minha mãe e com a Aline (trabalha aqui em casa) ela chorou muito, entrou em desespero, voltei a ir com ela essa semana e ela ficou toda feliz fazendo todos os exercícios e ainda pedindo pra mergulhar.

Vai entender?

Giovana Gomes disse...

Menina sempre passo por isso, o Pedro ainda não vai para escolinha, mas fica com minha mãe para eu trabalhar, como a casa dela é bem proxima do meu trabalho, todos os dias almoço la pra ficar 1 horinha com ele e o que acontece toda vez que eu chego??? Se ele está quieto e bonzinho se transforma e fica manhoso, quarendo colo, etc. Se esta almoçando qdo me ve já nao quer mais comida e fica manhoso...
Ontem foi o Ó, meu marido esta de ferias e ontem ficou com o Pedro o dia todo, não vi meu pequeno durante o dia e quando cheguei em casa, buuuuuuuummmm a transformação, ele conseguiu tirar nós dois do serio, queria ficar em cima da mesa, em cima da pia, lugares assim "nada a ver" e nao colocasse pra ver, aquele berreiro, queria que eu sentasse no chão, sentei no sofa e aquela choradeira.

O leo ate disse, meu ele esta otimo o dia todo, foi so vc chegar.

De certa forma me senti mal, sei que acontece com todo mundo, mas pô.... comigo tbem, hehehhe

Beijao querida e ja pegou o esquema de leva-la para a escola ne??? Manda o Alexandre, kkkkkkkkk

Karina Dutra disse...

O João também é assim comigo, tudo entre eu e ele é mais complicado, mas quando se trata do pai...
Até quando vou buscá-lo na creche a primeira coisa que ele fala é: "adê, adê papai?". Fico muito magoada às vezes, mas não tenho como mudar isso, pelo que tenho percebido é assim com todas as mães!

Dany disse...

Vanessa, é assim mesmo...
Tb passo por isso...
O fato é que os filhos mudam quando estão perto da mãe.
Quando estão longe de nós, ficam mais independentes e tal...
Além disso, eles sabem que se fizerem uma manha perto da gente, nós corremos para acudir...
É isso...

Vanessa disse...

Obrigada amigas pela força, pelo jeito isso não é só comigo, fico menos angustiada em saber que todas passam pelo mesmo problema.
Fico com o coração mais tranquilo.
rsrsrsrsrsrsr

Roberta disse...

Pois é...é sempre assim Mãe estraga filho...
Quando ela fica no Adriano, meu cunhado, ele diz q ela fica super bem..é só a gente chegar que pronto...outra criança!
Deve ser pra chamar atenção né?!

Mas mudança radical eu senti quando voltei de Brasília ano passado depois de ficar 1 semana fora! A criança era outra mesmo...notável..fazia tudo pra chamar atenção..pirraças mil...e pior que agora vou ter q voltar...Ai ai...dilemas de mães mothernas!

Beijos.