quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

O que passa na cabeça dessas pessoas?

http://oglobo.globo.com/cidades/mat/2011/01/26/baba-flagrada-por-camera-agredindo-crianca-de-10-meses-em-brasilia-923610324.asp

Por que aceitam empregos como babá? Porque ganham mais? Para agredir uma criança ou um idoso incapaz tem que ter muito, mas muito sangue frio.
Imagino o que passa na cabeça dos pais. A criança já está traumatizada.
Não vou generalizar aqui. Conheço famílias que têm  babá há muito tempo e são ótimas. Mas eu ainda prefiro a creche. Apesar de que já ouvimos casos em que a creche também não era um lugar legal.
Imagina um monstro desses na minha casa? Gabriel não come direito e quando come leva horas! Uma babá dessas iria perder a paciência no primeiro minuto e ia esmurra meu filho! Deus me livre!
Como esse monstro tinha referências?
Eu estaria filmando desde o primeiro dia. Não deixaria acontecer isso por 7 meses nem por um decreto!

3 comentários:

Maria Adriana disse...

Amiga,
Tivemos um caso aqui que a baba era super recomendada e hoje ta sendo procurada por maus tratos.
Eu não teria esse sangue frio de assistir um video desses e não dar uma bela surra nesse monstro.
Temos que ter muito cuidado, nossos filhos são as coisas mais valiosas de nossas vidas!
Beijos no coração.
Madri

Amanda disse...

Fran, eu tô contigo!!! Eu também prefiro creche, não é que na creche nunca aconteça, mas eu acho mais difícil porque, como em cada turminha tem mais de uma "tia" e o ser humano cagueta mesmo, eu acho que não levaria muito tempo para uma entregar a outra. Não sendo eu para cuidar do meu filho, eu prefiro o esquema da creche, tem hora pra tudo, nós podemos cobrar que sigam as nossas orientações particulares e, o melhor de tudo, eles têm o convívio com crianças da mesma idade e isso é muito legal, eles se desenvolvem bem!!! Não quero nem de imaginar qual seria meu sentimento e reação se eu pegasse alguém maltratando meu filho! Bjos!

Patrícia Angélica Gonçalves Pereira disse...

Fran, graças à Deus tive muita sorte com a babá da minha filha. Ela sempre tratou Giovana como se fosse dela e as duas são um amor sem fim.
Também acho a creche muito mais segura. Inclusive coloquei minha filha na creche este ano!

Não sei o que faria se fosse a minha filha sendo maltratada... Eu ficaria louca. Acho que ia querer esmurrar a pessoa.

Bjs