quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Mais uma vez, o EXEMPLO!

Bom dia meninas!
Dia bem chuvoso aqui no RJ..tivemos muita chuva na madruga, mas estamos aqui firmes e fortes.

Hoje de manhã, enquanto tomava café, liguei no Bom dia Brasil e fiquei chocada com a reportagem sobre as meninas que brigaram na frente do colégio, em Brasília. A menina agressora usou a lâmina do apontador para navalhar o rosto da outra. Depois foi mostrado outra cena, em SP, onde duas meninas também estão saindo no tapa e as pessoas em volta, ao invés de apartarem não! Incentivando tudo. Depois elas começaram novamente a briga dentro do colégio! E aí entra o Grande Alexandre Garcia para comentar. Não que eu seja fã nº 1 do cara, mas hoje ele disse coisas que a gente já disse aqui e que acho PRIMORDIAL na educação de uma criança: O EXEMPLO!

Como posso chegar pro meu filho e dizer pra ele não fazer alguma coisa, se eu vou lá e faço?! Que exemplo os pais estão dando pros seus filhos?? Os filhos acham normal a violência porque dentro de casa presenciam cenas que só Deus sabe.

Ele falou duas coisas que me deixaram assustada e que, parando para pensar, aonde vamos parar?!
1. Toda essa violência está se tornando um ESPETÁCULO! É legal assistir duas meninas brigando. A coisa é estimulada! (Oi?! Minha filha vai crescer!!!!!)

2. "É 68 vezes mais perigoso ser cidadão brasileiro do que soldado da Otan no Afeganistão." Gente!!!!! Para tudo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Fico chocada porque sei que Maria Clara vai crescer! Tento educar dando sempre exemplos do que se deve ou não fazer. Eu estou fazendo minha parte, tentamos conviver com pessoas que pensam igual a gente, que a gente sabe que dá uma educação parecida, mas eles são do mundo. Ela não vai conviver somente conosco ou com amigos que a gente conhece. Por mais que a gente conheça a escola, os amigos, e tal, sempre tem um ou outro que distoa. E aí, PÂNICO!

Queria poder voltar no tempo no exato momento em que tudo começou a desandar. Tentar reverter toda essa falta de civilidade, falta de educação, falta de compaixão, de solidariedade, excesso de egoísmo, excesso de capitalismo.

Meninas, fiquem todas com DEUS!

Beijos.

6 comentários:

Viviane Tassi Brabos disse...

Roberta, é tudo isso o que vc falou, falta de civilidade, educação, compaixão, solidariedade, excesso de egoísmo e de capitalismo.

Infelizmente Rô, não podemos defender nossos filhos de tudo isso, mas podemos ensinar desde cedo, o que é certo e o que é errado, e confiar, que eles tenham aprendido e seguirão pelo caminho correto.

Esses dias, vi uma imagem que me chocou, de um rapaz que entrou pra se esconder num Pronto Socorro, e outros entraram atrás e o espancaram ali mesmo, por causa de uma briga no futebol. Achei um absurdo, dizem que essa pessoa que foi espancada, atacou outro com uma faca. Num jogo de futebol? Onde todo mundo vai pra se divertir? É terrível ver isso.

Mas é "berço", se vc não teve educação dentro de casa, se os seus pais não te ensinaram como deve ser, é muito mais fácil seguir pelo caminho errado.

Espero que não aconteça com nossos filhos, pelo menos, estamos fazendo nossa parte.

Bjo

Giovana disse...

Menina de fato essa violencia tá de dar medo e isso td me assusta muito, penso no Pedro daqui a 12/15 anos e rezo, peço a Deus que olhe por ele a cada segundo de sua vida!!!

Mas não tem como negar, o exemplo vem de casa, temos que estar atentos a tudo que falamos e fazemos perto de nosso filhotes.

Bjs querida

Teca disse...

Roberta,
transmissão de pensamento ou um assunto realmente importante? hehehe.

Acho que a gente tem é que fazer a nossa parte, dando bons exemplos, por mais "caxias" que seja. E quando eles crescerem e saírem debaixo de nossas asas, ampliando o ciclo de amizades, mais do que nunca, a gente vai precisar confiar na educação que deu e supervisionar os resultados :)

E boa sorte para os pais nessa tarefa!

Fran disse...

Medo é a palavra de ordem!

Eu tenho medo...

Do jeito que a coisa está, a gente sai e não sabe se volta! Se leva um tiro por motivos banais... A vida não vale mais nada para certas pessoas. Elas a tiram de nós como se estivesse nos tirando um relógio.

Uma coisa que defendo com garras, é que a nossa sociedade, a nossa juventude não sabe dar valor às coisas! Os jovens de hoje, onde as famílias têm bom poder aquisitivo principalmente, têm de tudo! Não sabem dar valor à nada!

Quero que meu filho cresça sabendo dar valor às menores coisas. Ele hoje tem quase 2 anos. Se joga um biscoito não chão, faço questão de dizer que ele não pode fazer aquilo, pois além de ser feio fazer malcriação, existem milhares de crianças que gostariam de comer biscoito e não podem.

Ele é muito novo? É sim, mas já entende... Se não ensinarmos princípios e valores para eles hoje, amanhã veremos as consequências disso.

Letícia Godoy disse...

Oi Roberta querida e todas as amigas do Mães Mothernas, que saudade.

Roberta, não sei onde vamos parar com essa falta de respeito, civilidade, amor ao próximo, tá tudo errado. Ainda pouco vi uma matéria na globo.com sobre umas meninas de Franca que abaixão as calças e mostram a calcinha para um monte de outros alunos que fazem contagem regressiva para o ato. Fiquei pensando: Que degradação, o que estas meninas tem na cabeça? Passamos tanto tempo para conseguirmos nossos direitos e liberdade e elas confudem isso com libertinagem? Realmente está tudoooooo errado, falta limites, faltam exemplos.
Mas falando de coisas boas, o blog está lindoooo, não tinha visto o novo template, adorei.
Aaaahhhhh o último post lá do LM é do Lucas com a camiseta que vocês deram, ficou ótima agora que ele está com um pouco mais de peso.
Beijão Ro, beijão meninas, adoro vocês

Monique Zanatta disse...

Talvez nós mães de agora e futuras mamães, com eu, consigam reverter essa situação dando uma boa educação para nossos filhos.