terça-feira, 31 de agosto de 2010

HISTÓRIA DE UMA MULHER!!!

Oi meninas!!!
Hoje estava lendo um post da Cida Comoti em seu blog onde ela fala sobre sua Mãe e lembrei-me que há muito não conto uma "História de Mulher" e achei que este post vinha bem a calhar para uma terça-feira, dia em que normalmente postava algo sobre uma mulher que marcou minha vida.
Pois bem, a Cida fala de todo o trabalho e exemplo que sua mãe foi em sua vida. E toca numa questão que comentamos sempre aqui, mães que trabalham fora.
A mãe da Cida sempre trabalhou fora e mesmo com muito sacrifício, a história de como ela criou seus filhos, sobrinhos e ajudou seus irmãos e marido é muito bonita.
Este post da Cida muito me animou com relação a isso. A mãe da Cida foi um exemplo pra ela e ela, com todo esse exemplo, também conseguiu cumprir seu papel de mãe. São exemplos como esse que me levantam o ânimo. Fico sempre muito insegura se estou sendo muito ausente na vida da minha pequena e se isso não pode de alguma forma prejudicá-la, mas creio que o tempo vai me mostrar se estou agindo de forma correta. Tenho consciência de que erro muito, mas sempre tentando acertar e de que mesmo muito ausente estou sempre pensando e fazendo o melhor pra minha filha.
Gostaria muito de crer que no futuro poderei ser como a mãe da Cida, um bom exemplo que mesmo que não seja seguido pode ensinar e ajudar.
Então é isso, leiam aqui o blog da Cida.
Bjs

3 comentários:

Cida Comoti disse...

Oi Gabriela,

minha mãe foi ausente e presente ao mesmo tempo, nos ensinou tudo que pode uma mãe ensinar. Hoje tenho 56 anos trabalhei até o ano passado, meu filho tem 28 anos e vai se casar em novembro, peço perdão a ele pela ausência, por ter trabalhado tanto, por ter perdido momentos importantes na vida dele, pelo cansaço e pela falta de tempo.
Ele me responde : "Mãe você fez tudo certo." Sei que sim, meu filho tem uma cabeça maravilhosa, é bem criado e bem educado, gentil, carinhoso, presente, sensível... e ele sempre me fala que aprendeu comigo.
Então falo a todas as mães que trabalham e as que ficam em casa (que também não é nada fácil), seguindo o conselho do pediatra do meu filho, quando as vezes, com remorso, me queixava da vida e do amor que eu dava para o meu filho. Dr Flávio, esse é o nome dele, dizia: Amor é qualidade e não quantidade, quantas mães por ficarem muito tempo do lado do filho, ficam impacientes, nervosas, irritadas, você que fica pouco tempo, tem sempre o seu melhor para dar para ele.
Eu acredito que isso seja verdade, temos que procurar fazer com que o tempo que temos com eles seja o melhor possível.
Os filhos sentem o nosso amor e a nossa dedicação, depois de 20 e poucos anos, podemos confirmar que fizemos tudo certo. Que benção!!! Assim como minha mãe, sinto-me realizada como mãe.

grande beijo

Cida Comoti

Carla ♥♥♥ღ disse...

Privei meu blog flor, me manda seu email, irei te enviar o convite

carla.maciel05@gmail.com

bjinhos

Vanessa Datrino disse...

Querida,
encontrei vc na net e gostaria de te apresentar meu trabalho!
Ficarei muito feliz com sua visitinha!
Ah! E tem sorteio por lá!
http://datrinodesign.blogspot.com/2010/08/sorteio-de-convites-oba.html
Bjinhos,
Vanessa Datrino
www.datrinodesign.blogspot.com