quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Etiqueta na Maternidade - Por Constance Zahn

Olá meninas,

    Me identifiquei muito com esse post da Constance. Não sei se todas concordarão, mas vale a pena a leitura:

http://babies.constancezahn.com/etiqueta-na-maternidade/#comments

bjs,

2 comentários:

Gabriela disse...

Tb concordo com post.
Na verdade eu me sinto meio privilegiada com essas histórias de visitas. Eu fiquei na enfermaria e tinhamos apenas 2 ou 3 horas de visita depois ficamos nós 4 sozinhas com nossos bebês. Foi muito gratificante pq eramos 4 mães, cada uma com suas experiências e ajudavamos umas as outras.
Não tive muitas visitas em casa e tive minha sogra que me ajudou muito com isso.
A experiência mais constrangedora foi qd ela estava no final do primeiro trimestre e fomos a um churrasco perto de casa e a namorada de um amigo me perguntou se poderia pegar o bebê e eu disse não.
Bom, creio que ela entendeu perfeitamente já que fomos até padrinhos do casamento dela.
Bjs

Francine Figueiredo disse...

Isso realmente é super importante, sempre me pus no meu lugar, nunca achei que quem não fosse da família deveria ir na maternidade, mas depois que muitas amigas ítimas tiveram filhos e que acompanhei a gravidez delas, a vontade que se tem é de estar sim presente na maternidade.
No nascimento da MC queria muitooooo ter estado na maternidade, mas na época aconteceram várias coisas que nos impediram de isso acontecer.
O meu parto foi cesárea, 7h da manhã e juro que quando vi o meu quarto cheio de gente, EU SIMPLESMENTE AMEI!
foi um momento único estar ali com amigos e familiares...
chegou dar vontade de chorar eheheh