quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

É horrível, mas é a vida real e a gente tem que ficar atenta...

http://oglobo.globo.com/cidades/sp/mat/2010/02/11/policia-vai-apurar-agressao-de-professoras-criancas-em-creche-de-sp-915840331.asp

Li essa reportagem no O Globo e fiquei chocada! Você paga uma fortuna na creche e seu filho ainda apanha de pessoas que se dizem educadoras! Pelo preço que pagamos os profissionais contratados têm que passar por exames rigorosos. Tem que ser muito criterioso!

E mais, nessa creche citada na reportagem, a denúncia foi feita pelos funcionários e a câmera ficou ali por 20 dias! 20 dias que essas crianças apanharam e foram maltratadas para que essas fulaninhas pudessem se pegas em flagrante.

Foram demitidas por justa causa. Ótimo! Isso mancha a carteira delas. Mas elas podem tirar nova carteira e recomeçar. A justiça precisa ser feita!

E fica pra nós um alerta. Como eu já disse em outro post, nossos filhos dão sinais que estão satisfeitos ou não. A gente pode notar marcas em seus corpos. Marcas estranhas. A gente tem que reparar se a criança fica tensa quando chega na escola. Se ela demonstra medo ao ver determinados adultos. A gente precisa aparecer na creche sem avisar e ver o que acontece.

Graças a Deus encontrei um lugar que meu filho sorri quando percebe que chegou. Ele ama a tia dele a ponto de dar um abraço apertado na volta das férias. Mas infelizmente nem todo mundo tem essa sorte.

Vamos refletir!

3 comentários:

Déia. disse...

Ai amiga, nem fale...
eu li essa reportagem por alto hoje e fiquei passada.
Graças a Deus temos a sorte de encontrar um local em que nossos filhos gostem, mas antes de colocá-lo lá pesquisei muito...
Ia la toda hora ainda gravida em varias horas do dia, conversava com os pais no portao... fui por indicação tb...
Temos que pensar milhoes de vezes antes de matricularmos nossos filhos nessas creches.
Beijos

Vanessa disse...

Acabei de ver esta reportagem fiquei chocada. Dá vontade de dar na cara delas que raiva que dá.
A Mille começou na creche tem menos de 15 dias e ainda está na adaptação. Esta segunda semana ela está chorando quando chega lá, mas logo depois para. A gente fica com o coração na mão com medo dos filhos não estarem sendo bem cuidados.

Mari Serezani disse...

Eu vi a reportagem e fiquei chocada , minha filha estuda tb e morro de medo desses abusos.
É uma tristeza , mais fazer o que???
Temos que ficar atentas e entregar na mão de Deus.
Bjão