terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Deixa de birra!

" O menino chovia. E não era chuva, chuvisco, chuvinha. Era chuva, trovão, trovoada. Por qualquer coisa, coisinha,o menino relampejava. A casa toda tremia, o chão até balançava, raios por toda a cozinha sempre que tinha salada. A empregada saía correndo, e a mãe também, chamuscada. E o menino chovendo, chovendo, pedindo macarronada. O pai imitava macaco, a mãe dançava na pia, tudo isso por medo da chuva, e pra ver se o menino comia. E todo dia era assim, uma chuva sem fim, chuvarada. Por qualquer coisa, coisinha...o menino relampejava. "
O Menino que Chovia (Ed. Companhia das Letrinhas), de Cláudio Thebas

Assim começa a reportagem da revista Crescer deste mês! Eu até comprei a revista e estou usando as técnicas, tipo "inventar" outro assunto quando a sinto que "ela" vem. Chamar a atenção pra outra coisa, e tem funcionado! Lógico que s vezes à pequena MC empaca com uma ideia que é fogo, mas tem dado certo na maioria das vezes e eu tenho adorado essa nova "descoberta"!
Outra coisa que ajudou muito...fico dizendo pra ela que beliscar, morder e bater é coisa de menina feia, daí pergunto: "MC é feia". Ela responde: "Nãããoo, é inda!"
"E menina linda faz o que?" pergunto eu.
E ela: "beso, upa" e vem dar o beijo e o upa!

Finalmente! Existe esperança! :) Existe luz na treva! :)

Estava ficando desesperada com os "ataques" de birra!

Que vcs não passem por isso e as que passaram, que tenham superado...ou que pelo menos tentem superar!!! TUDO PASSA!!!!

Beijos.

6 comentários:

Déia. disse...

Eu li essa reportagem MEGA!!!
Show de bola.
Adorei... As crises de Matheus tem se espaçado mais. Ainda bem.
:D

Vanessa disse...

Tambem li, achei muito legal.
Peço a Deus que me dê muita Sabedoria e Paciência para lhe dar com isso. A Mille ainda não fala e tudo dela é no choro e na birra, muito difícil. As vezes nos deixam loucas... Imagina quando já estiver falando.

Vick disse...

Vou ler correndooooooooo :)

Fla disse...

Minha irmã tem uma tática, falar do gato da vizinha...risos.
O meu sobrinho começa com birra ela vira e diz: "Vamos ver o gato da Laurinha?". Ele levanta, enxuga os olhos e vai, lindo e saltitante...kkkk.
Vou falar pra ela da revista.
Beijos

Gabriela disse...

Comprei um livro intitulado: "Quando mamãe virou um monstro", é uma história de uma mãe que enlouquece com filhos, casa, gato, compras, fazer comida e receber visita, tudo sozinha, então quando as crianças não colaboram e começam a birra ela começa a virar um monstro verde com uma longa calda.
Então quando a birra começa falo logo que estou começando a achar que vou virar um monstro e peço a ela pra ver se minha calda já começou a crescer, hahahahaha!!!
Maluquices de mãe!!!
bjs

Horas Mágicas disse...

Rsrsrs eu e meu marido estamos vivendo uma fase...digamos...terrivel....nosso pequeno tem 2,5 aninhos, e não pára de gritar e chorar quando a gente diz que vem um monstro...ou a cuca...ele já sabe que não vem...rsrs
Como eu trabalho o dia todo estou muito preocupada....mas dizem que é uma fase...deve passar...